Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2014

Sant'Anna não me representa!

Olhei. Juro que tentei entender. As palavras voavam pra minha retina. Devem ter dado algum nó na altura do quiasma óptico, e atingido em cheio o centro do vômito, fazendo nosso amigo nervo glossofaríngeo mandar seus eméticos recados. E olha que eu sou gremista!

Juro que li e tentei entender o que leva um certo ex-delegado de polícia a escrever tanta idiotice, a ser racista a esse ponto. Aí eu me lembro, ninguém vira vereador pela ARENA impunemente... algum grau de imbecilidade deve rolar pela pessoa. O mesmo que o leva a "decretar" a demissão de seu parceiro de bancada no icônico programa Sala de Redação, quando ambas as mães foram agraciadas com ofensas mutua e fartamente distribuídas pelos dois. Citando Juremir Machado (fonte: http://www.correiodopovo.com.br/blogs/juremirmachado/?p=6654), "a história do Sala de Redação é a história do Paulo Sant'Anna humilhando seus colegas baseado na sua amizade com os donos da casa e na sua suposta relevância jornalística auto…

2014....retro e perspec

Bom, falar de 2014...ano que nos tirou e trouxe coisas. Senão, vejamos...

Nunca antes neste país, como diria Luiz Inácio, a midiazona foi tão escancaradamente antipetista quanto no ano em que dona Dilma se reelegeu. Eleger uma mulher nessas terras machistas é um fenômeno. Partido de esquerda, ainda que acendendo vela pra tudo que é santo, ou não tão santo, se reelegendo, é no mínimo fenômeno para estudar profundamente. Eleger uma mulher, de esquerda, no quarto mandato entabulado pelo PT, e ainda por cima uma mulher que conheceu a tortura e a repressão... era demais pros hepatócitos das Vejas, Globos e RBSs da vida.

E eis que vemos o que vimos: a campanha deflagrada pelas capas cada vez mais escancaradas da revista da famiglia Civita, os pitacos do sr. Bonner "Boa Noite", jogando alfinetadas e comentários venenosos, além dos palpites e achologias internéticas e feicebuquianas vomitadas por muito anencéfalo virtual... Nunca antes neste país tanta gente escreveu contra a ameaça…

do blogue do Gustavo Moreira, via Pragmatismo Político

Respeitando os autores originais: este texto foi extraído do link http://www.pragmatismopolitico.com.br/2012/04/conheca-os-40-mandamentos-do-reacionario-perfeito.html . Demos nosso molho em alguns dos itens, como só poderíamos ter feito...boa leitura, parabéns pro Gustavo Moreira!!!




Conheça os 40 mandamentos do reacionário perfeito

1-Negue sistematicamente a existência de qualquer conflito de classe, gênero, etnia ou origem regional ao seu redor, mesmo que o problema seja evidente até aos olhos do turista mais desatento. Afinal, sempre nos foi ensinado que a sociedade é um todo harmônico, ou você nunca teve OSPB, EPB e Moral e Cívica???.

2-Não sendo possível negar o conflito, pela sua extensão, tente convencer seu interlocutor de que ele é limitado, reduzido a alguns focos ou induzido por estrangeiros perversos, mas que logo tudo voltará à tranquilidade costumeira.

3-Sendo impossível negar que o conflito é vasto e presente em quase toda parte, tome o partido dos mais poderosos. Afi…

notícia no mínimo triste... :(

O professor Attico Chassot é uma das maiores referências em Educação que conheço. Já falei sobre ele no blogue, e sempre tive muito respeito e carinho pela sua figura quase lendária. Tenho orgulho de vê-lo orientando Karina, criando aquele vínculo quase familiar conosco.

Eis que o meu turno de trabalho tem uma surpresa agradável como um jab no queixo. Com 3000 blogadas, o blogue do Mestre Chassot não será mais alimentado com a sabedoria do professor (pelo menos foi o que ele declarou).

A sensação de orfandade é grande. É como se você ficasse sabendo do afastamento de um ente muito querido. E o é, de fato. Ler Chassot é ter uma porta aberta para um universo de conhecimento, que bebe de fontes tão diferentes quanto os clássicos literários e científicos, ou os saberes primevos populares. 

Numa das poucas músicas de letra e música, ambas de sua lavra, Milton Nascimento escreveu algo que eu gostaria de ter escrito, e que me lembra este momento, para mim de perda de um canal de acesso à…

mesclando poemas...

No meio da noite,
um resto implorando caminho!
O que vê?
A necessidade de caminhar,
porque a Luz-Guia
se faz clarão ao andar...
Vida que anda por um fio,
diz quem sabe. Pode andar,
contanto (vida é milagre)
que bem cumprido o meu fio
Faz escuro, já nem tanto
Faz escuro, mas eu canto
Porque amanhã vai chegar! faz escuro mas eu canto,
porque a manhã vai chegar.
Vem ver comigo, companheiro,
a cor do mundo mudar.
Vale a pena não dormir para esperar
a cor do mundo mudar.
Já é madrugada,
vem o sol, quero alegria,
que é para esquecer o que eu sofria.
Quem sofre fica acordado
defendendo o coração.
Vamos juntos, multidão,
trabalhar pela alegria,
amanhã é um novo dia. 
(mesclando Thiago de Melo e padre Josimo, mártir da Pastoral da Terra)

Lembranças

Um carro vai pela rua,
Os barcos voltam pro cais.
Meu pensamento flutua,
Brincando, perdido em lembranças banais.

A vida pára na esquina
Obedecendo aos sinais.
O vento embala o destino,
O sol aquece o menino e a menina,
A noite abraça os casais.

Pedro seguiu seu caminho,
Chico pediu pra ficar.
Tenório saiu sozinho na noite:
Sumiu, ninguém soube explicar.

Outros amigos se foram
Guardando seus ideais
Entre verdade e delírio.
Uns semearam saudade no exílio,
Outros não voltam jamais

(de Toquinho e Mutinho, para Tenório Jr, que foi buscar cigarros e encontrou a repressão argentina...) 

Leia mais: http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Direitos-Humanos/Tenorio-Jr-O-sumico-que-ninguem-nunca-soube-explicar%0D%0A/5/25055

Valeu, Joe Cocker!

Who knows what tomorrow brings
In a world, few hearts survive...
All i know is the way i feel
When it's real, i keep it alive



The road is long
There are mountains in our way
But we climb a step every day...

Love lift us up where we belong
Where the eagles cry, on a mountain high
Love lift us up where we belong
Far from the world below, up where the clear wind blow

Some hang on to "used to be"
Live their lives, looking behind
All we have is here and now
All our life, out there to find

The road is long, there are mountains in our way
But we climb them a step every day

Love lift us up where we belong
Where the eagles cry, on a mountain high
Love lift us up where we belong
Far from the world we know, up where the clear winds blow

Time goes by,
No time to cry,
Life's you and i
Alive today

Love lift us up where we belong
Where the eagles cry, on a mountain high
Love lift us up where we belong
Far from the world we know, up where the clear winds blow


(Aqui, uma versão dessa…

DEFENDENDO O INDEFENSÁVEL

Pois aquele ser chamado Rachel Sheherazade, a jornalista do SBT, é conhecida por defender causas interessantes, como espancamento e acorrentamento de infratores e pena de morte (claro que para pardos, pobres e negros), e justificar os atos do babaca que atende pelo nome de Justin Bieber, tudo ok, é só uma fase difícil que o marginalzinho está passando, coitado, ele tem direito de pichar muros no Brasil, de cuspir em fãs e coisas do tipo... :P).

A mais recente pérola da mocinha foi defender o Bolsonaro, e acusar a deputada Maria do Rosário. Típico. Chama as feministas de "feminazis". Ora, de nazismo ela deve entender, pois é uma. Justificou que Bolsonaro não seria um estuprador (sei..), afinal é dele "o projeto de lei que propõe a castração química de estupradores (tirado do site: http://wp.clicrbs.com.br/farroupilha/2014/12/18/rachel-sheherazade-defende-bolsonaro-maria-do-rosario-atentou-contra-a-honra-do-deputado/?topo=52,1,1,,119,e119)".

Bacana.

Mais uma vez, um …

traz o balde!!!

Imagem
Todo nascimento de uma espécie em extinção em zoológicos é motivo de alegria. É uma vitória sobre a morte, com certeza. Em que pese muita gente boa questione os zoológicos, eu os vejo como uma alternativa, quando bem gerenciados, de garantir a biodiversidade, permitir educação ambiental de qualidade e preservar animais raros, daqui ou de outros lugares.

Este ano, o Zoológico de Belo Horizonte foi abençoado com o nascimento de um bebê gorila, macho. Imbi e Leon geraram a segunda cria de sua espécie no zoo. Isso significa que há um bom trabalho sendo feito, que os bichos se adaptaram, e que, pelo menos por aqui, se tem esforço pra evitar que os gigantes gentis das florestas centroafricanas não desapareçam do mapa.

Aí tem aquele momento em que alguém inventa de fazer o concurso público pra batizar o bichinho. Bom, gorilas são exclusivamente africanos, vivendo no centro do continente, em países como Congo, Ruanda, Uganda, Camarões, etc. Naturalmente, alguém bolou nomes em idioma african…

intolerância zero!

Deu no Terra: uma turba de milhares de cães raivosos de direita, digo, manifestantes, participaram nesta segunda-feira, dia 15, pela nona semana consecutiva (os caras insistem...), de uma marcha contra o islamismo. Pasmem. A tal marcha foi convocada em Dresden, no leste da Alemanha, com a contrariedade aos apelos da premier Angela Merkel, que quer distância da população alemã de movimentos de caráter ultradireitista. Faz bem, afinal eles tem um certo histórico com esse tipo de manifestação, algo causado por um certo ex-cabo do exército alemão metido a pintor... A tal marcha dos hidrofóbicos foi organizada pelo grupo denominado Patriotas Europeus contra a Islamização do Ocidente (Pegida), percorreu o centro de Dresden com cerca de seis mil (contagem da polícia deles). 
Em paralelo se formou uma contramanifestação, também com milhares de participantes, sob o lema "Dresden para todos" e pedindo solidariedade com os imigrantes e os peticionários de asilo, a maioria de ori…

calles por la noche...

En calles por la noche
Vengo en mi ciudad
Camino al paso
para cualquier dirección Vengoa la deriva
elvientosur baila
un sonido de guitarra
uncantoque viene

Lucesen la noche
acerasbrillantes
saltar alos charcos
la lluvia a llegar

Unguitarreo
sonidode flauta
El canto, las voces
Las risas enel aire... Miro en la ciudad, la luna jugando bajo las estrellas Casi borracho quiero llamar
Vasos de cerveza, La risa en el aire Cierro el laptop Tiempo para soñar... (CABMN)

Rô, ro, rô.....

Pois fica estranho que a figura central do Natal cristão seja o balofo-propaganda da Coca-Cola.

Sim, o bispo São Nicolau não usava aquela roupa com o chapéu estilo saci-pererê, não usava trenó de renas voadoras e nem soltava o ro-ro-rooooo...E nem era tão redondinho assim!

O verdadeiro São Nicolau de Mira era beeem diferente. Nasceu em Patara, na Ásia Menor (Turquia), lá pela segunda metade do século III, e faleceu no dia 6 de dezembro de 342. No império de Diocleciano, ficou encarcerado para negar a fé cristã. Mesmo com o culto cristão liberado por Constantino, ele enfrentava opositores na própria igreja nascente, sob o governo de Constantino, no século III.

Nicolau, diante de um debate com outros líderes, levantou-se e embolachou legal um de seus antagonistas, algo parecido com o que o próprio Cristo fez aos vendedores do Templo. Isso o impediu de permanecer como um líder da Igreja, mas não de manter o auxílio às crianças, viúvas, idosos e pobres em geral.

Em toda a Europa, Nicolau…

Bolsonaro, já pra jaula!

Tem algumas pessoas ao longo da minha vida que eu me orgulho em ter conhecido pessoalmente, nem que fossem contatos de alguns minutinhos. Assim foi quando eu e o colega de Ensino Médio Antonio Minervino conseguimos um autógrafo do Chico Buarque, em 1982, ou quando bati minha self com Bruce Alberts, maior autoridade mundial em Biologia Celular e autor do livro que é uma Bíblia para o tema.

Uma pessoa para quem fui apresentado há uns trinta anos quase (revelação de idade, já que eu e a moça somos de 1966) é a hoje deputada Maria do Rosário. Na época, ela e um amigo comum, o hoje diretor técnico da CORSAN, Júlio Dorneles, participávamos de uma reunião com outros amigos na então Sede Regional da Igreja Metodista, no prédio que é anexo à Catedral Metodista. Me lembro bem daquela moça que estava na finaleira do curso de Magistério do Instituto de Educação General Flores da Cunha, da firmeza de suas opiniões, do olhar decidido. Anos mais tarde, outro partido a acolhia. Ela saíra do PCdoB, in…

do relatório da Comissão da Verdade - As igrejas protestantes e as graves violações de direitos humanos (uma visão metodista)

Dedico esta blogada ao meu padrinho de profissão de fé, o reverendo Adahyr Cruz, preso político pelo nefando DOPS, por tudo que me ensinou sobre a verdadeira Igreja Metodista. O texto original e completo está disponível para download: http://www.cnv.gov.br/index.php/outros-destaques/574-conheca-e-acesse-o-relatorio-final-da-cnv .

Quando se trata do tema “protestantes” no Brasil (ou “evangélicos”, termo mais popularmente utilizado), a referência, em geral, é feita ao conjunto de cristãos não católicos presentes no país. A consciência de que este conjunto é formado por uma diversidade muito ampla de grupos não é largamente partilhada: está presente na academia, entre os estudiosos da teologia e das religiões, e entre alguns poucos segmentos de mídia preocupados em informar o mais correta e objetivamente possível quando o noticiário envolve tal segmento. Daí as diferentes tipologias que foram e vêm sendo criadas e recriadas para dar conta de tal diversidade. No entanto, correntemente, fa…

vamos falar de cerveja!

Pessoalmente, como sobrinho da dona Hilda Beatriz, prefiro beber do que teorizar sobre o tema. Como estou em horário que me impede de degustar, vamos falar/escrever! Ao ler que uma prestigiosa universidade de Porto Alegre está com um curso sobre a fabricação da deliciosa bebida, me inspirei pra falar do tema....

Cerveja é fruto de um acaso feliz, ou de uma mancada que deu certo. Na Mesopotâmia, ou pra ser exato, onde ficava a Suméria, ali onde ficava o Iraque antes de ser destruído pelo George WC Bush, era comum o cultivo de grãos. O pão era, e até hoje é, base na dieta. Aí vem a nossa Bioquímica. Pro pessoal que prestava atenção nas nossas aulas de Bioquímica, é fácil lembrar que o açúcar vira energia de dois jeitos: com ou sem oxigênio na conversa. Se não tem oxigênio, temos o que se chama de fermentação. Essa fermentação pode ocorrer de duas formas principais: ou gerando o ácido láctico, como no nosso corpo, ou gerando etanol e gás carbônico. Aí chega a nossa ceva!
Imagine há milha…

moral de cueca

Se tem troço que me deixa prostituto da fisionomia (a expressão era pra ser outra, mas este blogue é um blogue familião, não dá pra falar palavrão sem contexto) é pregação moralista. Uma amiga minha, dona Margô, diria que é "bancar santa em baile de rapariga". Enfim...

O que me motiva a dar mais esta blogada é o caso de uma ex aluna minha. A garota, mãe orgulhosa de uma linda criança de alguns meses, segue à risca a cartilha do aleitamento materno. O biólog aqui, que sempre lecionou Histologia e Embriologia, fala pra alunada que aleitar significa dar uma comidinha de alta qualidade, rica em aminoácidos essenciais, cálcio, limpinha, temperatura e doçura corretos, e que, de quebra, leva pro bebê anticorpos IgA secretórios, e, no caso do colostro, aquele leitinho do neonato, células de defesa que irão ajudar da formar as placas de Peyer no intestino delgado, reforçando as defesas do bebê. Enfim, carinho, cuidado e proteção, com comidinha na barriga. Deus, obrigado!

Só que....in…

pra não esquecer...

Deu no Estadão: a Comissão da Verdade relatou, em sua farta documentação produzida, que as igrejas tiveram sim um papel chave no apoio ao malévolo golpe de 1964. Não me espanta que os babacas dos ratos direitosos que se escondem nas igrejas e que justificam os desvarios reacionários de suas mentes podres com textos descontextualizados da Bíblia tivessem essa cara-de-pau.

O que me dá nojo é saber que, pelo menos, dois clérigos metodistas, de minha igreja de origem, se encontram nesse lixo todo. Um bispo e um reverendo se ofereceram para virar informantes da Polícia, do DOPS. Se ofereceram para, voluntariamente, mandar suas ovelhas para o abate, usando o bibliquês.

Espero que os dois, ou, pelo menos, um deles (o Anivaldo Padilha, da Comissão da Verdade, teve a elegância de não divulgar ainda os nomes...não esperaria algo diferente, um gesto grandioso de um homem grandioso) estejam vivos. Sim, pois é importante que esses vermes sejam desmascarados diante da sociedade.

Não consigo me conf…

talento alheio - Fausto Wolff

Todo mundo sabe que eu prefiro blogar com o que eu escrevo. Ninguém tem Leão ascendendo ao céu zodiacal impunemente, com certeza... mas pra esse cara eu abro exceção. Me refiro a Fausto Wolff, ou melhor, Faustin von Wolffenbüttel, ou ainda, Nataniel Jebão.

Gaúcho de Santo Ângelo, cidadão do mundo, escritor, ator bissexto, o grandão de mais de 1 metro e noventa ainda lecionou Literatura em Copenhague e Nápolis. Lia, escrevia e compreendia os idiomas com que nasceu (alemão e português), os que aprendeu (inglês, italiano, francês e espanhol), e os que adivinhou (sueco e dinamarquês). Foi um dos pais do legendário Pasquim (mesmo exilado). Sobre ele, Millôr Fernandes escreveu:

“Nas esquinas escusas, bares escuros e becos-sem-saída da existência conheci semi-aventureiros, para-aventureiros e falsos-aventureiros. Dos que conheci, Fausto Wolff é o único verdadeiro. Mistura de Bukowski, Miller, macho gaúcho, criança grande (1,92) e desespero. Viajou o mundo – da Escandinávia ao Vietnam, do …

gente da noite....

2012 tivemos o centenário do Gonzagão. Este ano, o de Lupi. E ano que vem um outro grande músico, pouco conhecido de muita gente, fará seu centenário. Estou falando em Túlio Piva. Túlio Piva é tão importante para o samba e a MPG quanto Adoniran Barbosa o foi para o samba paulistano, e Caymmi para a música praieira de Salvador. No entanto, tirando o Fernando Pereira (meu atual mestre de violão), o meu pai, o tio Basílio Zadra e outros gatos pingados, conheço pouca gente que conhece seu trabalho de forma digna.

Daí os mais novinhos e os mais incultos vão perguntar: o quéco? Bom Túlio não nasceu no morro, mas em Santiago do Boqueirão. É, a terra do cartunista homônimo. E Túlio tem muito a ver com minha memória afetiva de músico, pois um de seus principais parceiros foi o meu primeiro professor de violão, o Lúcio do Cavaquinho...é, meninos, tive aula com a lenda, que me ensinou a dividir a mão direita com o samba no violão, e a curtir a baixaria, mas isso é outra blogada! Túlio tinha um e…

Bolaños, ou Chaplin 2.0

Sexta-feira, a surpresa. Roberto Bolaños, Chesperito, ou, se preferir, Chaves/Chapolin. Todos em uma só pessoa, nos deixaram. Assim como outro gênio das telas, que também retratava seu protagonista empobrecido, Chaves nos deixa num final de ano. Chaplin morreu no dia de Natal, em 1977. Bolaños nos deixou um dia após o Dia de Ação de Graças.

Pois ambos nos deixam uma lição quase evangélica em seu trabalho. Ambos faziam de seus personagens um apêndice ao Cântico de Maria: "Manifestou o poder do seu braço: desconcertou os corações dos soberbos. Derrubou do trono os poderosos e exaltou os humildes. Saciou de bens os indigentes e despediu de mãos vazias os ricos.." (Evangelho de Lucas, 1: 51-53). Sacanear o Sr. Barriga vai mais ou menos nessa vibe.

Quando Chaplin mostrava o ridículo do senhorio truculento, do patrão cruel, ou expondo um caricato führer ao mundo em O Grande Ditador, ele pouco era diferente do menino que morava no barril, escorraçado por todos, que sonhava com sand…