Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2015

Nunca mais será....

Sérgio Napp está desde ontem com Giba, com Nico, com Elis... o engenheiro que se fez professor, que se fez poeta, que se fez letrista nos deixou dia 28. Napp continuou procurando caminhos, ora através da literatura, escrevendo de tudo e sobre tudo, tendo publicações em jornais de Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro, ora através da música, participando e sendo premiado em diversos festivais. Deixou admiradores,entre eles o que vos escreve. Por duas vezes, foi diretor da Casa de Cultura Mario Quintana, em Porto Alegre. Escritor, foi premiado também em diversos concursos literários e publicou mais de 20 livros na carreira.

Foi uma canção de Sérgio, Desgarrados, uma das primeiras canções que toquei em público ao violão. Arranjo em dó maior, tocado no palco do IPA, nos anos 80. Não tem como ler a notícia sem lembrar... Em homenagem a ele, publico a letra de Desgarrados, parceria dele com Mário Barbará.



Eles se encontram no cais do porto pelas calçadas
Fazem biscates pelos merca…

São Romero da América Latina, rogai por nós!

Imagem
"Em nome de Deus e desse povo sofredor, cujos lamentos sobem ao céu todos os dias, peço-lhes, suplico-lhes, ordeno-lhes: cessem a repressão"


A frase é de dom Oscar Romero. Aliás, beato Oscar Romero. Aliás, São Romero da América Latina. Um santo mártir dos povos oprimidos, pobres, da América Latina.
Vamos contar um pouco da história do santo, que, no dia 23 de maio, foi beatificado, em El Salvador. Tá, sou metodista, não sou Católico Romano, mas me identifico muito com os santos católicos que, como são Romero, viveram profundamente a fé, as palavras de Cristo, assim como São Chiquinho de Assis e outros. 
São Romero foi assassinado, martirizado, a 24 de março de 1980. Oscar Arnulfo Romero nasceu em agosto de 1917 em Ciudad Barrios, em El Salvador. Sua família era numerosa e pobre. Quando criança, sua saúde inspirava cuidados. Aos 14 anos, ingressou no seminário. Premido pela necessidade, seis anos depois afastou-se para ajudar a família. Passou a trabalhar nas minas de ouro …

raulzeando em causa própria

Era uma vez
Um sábio chinês
Que um dia sonhou
Que era uma borboleta
Voando nos campos
Pousando nas flores
Vivendo assim
Um lindo sonho...
Até que um dia acordou
E pro resto da vida
Uma dúvida
Lhe acompanhou...
Se ele era
Um sábio chinês
Que sonhou
Que era uma borboleta
Ou se era uma borboleta
Sonhando que era
Um sábio chinês...
(Raul Seixas)

mente (e coração) brilhante)... grande John Nash!!!

Imagem
Um dos melhores filmes que já vi é "Uma mente brilhante". Nele, o ator Russell Crowe, o mesmo de Gladiador, representa o genial matemático John Nash, prêmio Nobel de Economia de 1994. Infelizmente, o mundo perdeu essa mente brilhante. Nash e sua esposa (e ex-aluna) Alicia, faleceram neste domingo, dia 24, em Nova Jersey (EUA) em um acidente com o táxi no qual estavam. O motorista do táxi teria perdido o controle do veículo ao tentar fazer uma ultrapassagem, e houve uma colisão. O casal estava voltando de uma viagem à Noruega, onde Nash já havia recebido um prêmio da Academia Norueguesa de Ciências e Letras.
Criança de temperamento tímido, de pai engenheiro e mãe professora (conheço um cara de origem parecida de algum lugar...) o jovem e genial Nash já mostrava ser solitário e introvertido na infância, quando preferia os livros a brincar com com outras crianças. Na escola, os professores, talvez despreparados para conduzir o jovem gênio, não reconheciam de fato Nash como um …

parabéns, Kim!!!

Confesso a corujice. Meu sobrinho passou no vestibular para a Licenciatura em Música no Centro Universitário Metodista IPA. O Kim está de parabéns, tanto pelo mérito de ter sido aprovado para o curso, quanto por ter dado vazão ao seu sonho.

Há alguns anos, ele participava da promissora banda Garage Monsters, onde tocava baixo e fazia backing vocals. O som dos guris atraiu os ouvidos de muita gente, inclusive do jornalista Roger Lerina, colunista da Zero Hora. Houve o show no Opinião, apoteose da carreira da banda. A gurizada fugia dos clichês de grupos de adolescentes, com um som mais pra Blade Runner do que Malhação e coisas do tipo. Agradaram.

Passou o tempo, vieram as inquietações, do tipo "o que eu vou fazer?". E o sonho de ir adiante patinando... Num rasgo de coragem, impetuosidade pós-adolescente ou sabe-se lá qual for o motivo, o anúncio bombástico no seio familiar. A exemplo de seu tio, uma mudança de faculdade na vida de Kim. Sai História, entre Música. Sai Vaticano…

valeu, revdo. Ernesto Cardoso!!

Imagem
Pessoal, recebi a notícia abaixo, que faço questão de repartir! Me lembro ano passado, quando eu e o compadre Felipe Aço apresentamos uma canção bastante conhecida no cancioneiro ecumênico em um evento no IPA. "Momento novo" tem, entre seus autores, o saudoso e querido Ernesto Barros Cardoso.
E veio a simpática novidade. A Câmara de Jundiaí/SP votará nesta terça-feira (05/05) um Projeto de Lei que denomina uma rua da cidade com o nome do saudoso pastor. A proposta nasceu do diálogo de irmãos e irmãs da Igreja Metodista com o vereador Paulo Malerba: "Embora eu não fosse nascido quando ele foi pastor em nossa igreja, suas marcas encontram-se tanto na comunidade e como nos movimentos sociais da cidade, onde é lembrado por sua participação ativa e solidária", afirmou o vereador que também é membro da igreja.
Ernesto Barros Cardoso nasceu em Poá/SP, em 05/02/1957. …